Verbos em espanhol -Espanhol sem fronteiras

Verbos  em espanhol

O que são os verbos, para quê servem, e por que vamos falar de verbos em espanhol? Acredito que todos já saibam disso, mas não custa reforçar, né? Dá só uma olhadinha nesses exemplos:


Juan

Habla con su amigo.
Camina todos los días.
Estudia español.

Imagine essas frases sem os verbos, não teriam sentido, não é mesmo? “Juan con su amigo”. O verbo é  uma parte importantíssima na formação da oração. 

Mas afinal, o que é um verbo?

Verbo: classe de palavras que tem a função de indicar uma ação, uma situação ou mudança de estado.

Viu o motivo de estudarmos os verbos em espanhol? Antes que você se desespere com essa notícia eu já quero te adiantar que nós vamos te passar todas as dicas e você irá ver como é simples entender tudo sobre os verbos em espanhol. Inclusive, tenho um ebook onde eu contei 5 segredos dos professores de espanhol! Nele você vai aprender a falar espanhol 10 vezes mais rápido! É totalmente gratuito!

Opt In Image
Aprenda espanhol 10 vezes mais rápido!
Saiba os segredos dos professores de espanhol que irão te fazer aprender 10, 20, 30 vezes mais rápido!

Nós odiamos spam. Seus dados estão seguros conosco.

Antes de seguirmos com os verbos em espanhol é preciso entender um pouco sobre os pronomes pessoais.

Conhecendo os pronomes pessoais

“Ai ai ai, mais essa… E então… o que é pronome, professora?”

Calminha, é muito simples. Reflita um pouco sobre a palavra PRONOME. Só de falar, olhar, ler a palavra já dá pra ter uma boa ideia do que essa classe gramatical significa. Provavelmente você reparou a palavra NOME, estou certa? Pois bem, aí está o grande segredo: Os pronomes substituem o NOME na oração. Por exemplo: ‘A Maria é muito linda.’ Ela é muito linda’.  

Se você quer saber mais sobre isso, clique aqui, preparamos um conteúdo especial sobre os pronomes pessoais.

Pronomes pessoais em espanhol:

Pessoa

Sujeito

1ª do singular (EU) Yo. 
2ª do singular (TU) Tú.
3ª do singular (ELE, ELA, VOCÊ) Él. Ella. Usted.
1ª do plural (NÓS) Nosotros.
2ª do plural (VÓS) Vosotros.
3ª do plural (ELES, ELAS, VOCÊS) Ellos. Ellas. Ustedes.

Agora que conhecemos os pronomes estamos preparados para entender melhor os verbos, vamos lá?!

Verbos regulares e irregulares

No espanhol, assim como no português, temos  verbos regulares e irregulares. Pra não complicar demais, hoje falaremos apenas dos primeiros… Entretanto, se você quiser saber mais sobre verbos irregulares em espanhol é só ler esse artigo que você vai ficar chocado com o que vai descobrir sobre os verbos irregulares

Verbos Regulares:

Os verbos regulares são aqueles que não mudam o radical e matêm as mesmas desinências.

ex: Amar = Am é o radical, e as desinências são o, as, a

“Meu Deus, falou grego agora, professora…”

Ok ok, vamos lá. Vamos ver isso na prática pra que você não tenha mais dúvidas. Vou conjugar o verbo AMAR no presente do indicativo.

Radical:

YO AMO
AMAS
ÉL/ELLA/USTED AMA
NOSOTROS AMAMOS
VOSOTROS AMÁIS
ELLOS/ELLAS/Uds AMAN

Observem que a parte em negrito está presente em todas as pessoas verbais. Essa parte nunca muda, nunca mudou, e nunca vai mudar. Chamamos isso de radical. Todos os verbos possuem um radical. Os verbos em espanhol regulares nunca mudam o radical. O que já não vai acontecer com os verbos irregulares, mas isso é assunto pra outro post, melhor não misturarmos as coisas por aqui jejeje.

Beleza, entendemos o radical, passemos para as desinências.

Desinências:

Reparem agora lá no quadro a parte do verbo que está sublinhada. Pronto, você acabou de descobrir o que são as desinências. Não? tá confuso? Você terá uma explosão mental quando eu te contar exatamente o que são essas desinências…

 verbos em espanhol

Nos verbos regulares, as desinências são as mesmas para todos os verbos, basta que você pegue o radical de cada verbo e acrescente a desinência correspondente. Facilitou a vida? Agora você já sabe exatamente o que precisa decorar para conseguir conjugar qualquer verbo em espanhol que seja regular.

“Facilitou, mas pera lá né, como eu vou saber qual é a desinência correspondente?”

Muito simples! Vai depender da terminação do verbo no infinitivo! Se você não conhece ou não tem nem ideia do que são os verbos no infinitivo, vou deixar um link aqui pra você saber um pouco mais sobre esse assunto. Mas só pra resumir, temos 3 terminações do infinitivo: AR, ER e IR. Por exemplo: AMAR, COMER e COMPARTIR.

Se você vai conjugar um verbo regular, apenas confira qual é a terminação dele e acrescente a desinência correspondente. Simples? Vamos ver um exemplo:

PS: Dica esperta: Para descobrir qual é o radical do verbo apenas exclua a terminação do infinitivo. Voilá, agora você não precisa mais procurar os radicais no google. Exemplo: Amar – ar = radical AM; Cantar – ar = radical CANT; Escribir – ir = radical ESCRIB.

CANTAR
BEBER
PARTIR
Yo
CANTO
BEBO
PARTO
CANTAS
BEBES
PARTES
Él/ella/ud
CANTA
BEBE
PARTE
Nosotros
CANTAMOS
BEBEMOS
PARTIMOS
Vosotros
CANTÁIS
BEBÉIS
PARTÍS
Ellos/ellas/uds
CANTAN
BEBEN
PARTEN

Prontinho, meus colegas aprendizes, acabo de entregar a lista das desinências da conjugação no presente do indicativo dos verbos em espanhol. Lembrando que vamos estudar os tempos verbais com toda a antenção que eles merecem, aqui é só pra exemplificar. Que tal praticar agora? Deixei uma listinha de verbos em espanhol pra vocês praticarem! Retirem o radical dos verbos e tentem aplicar as desinências correspondentes usando a tabela de exemplo acima.

Aceitar, entregar, limpiar, comer, correr, imprimir.

Então é isso! Qualquer dúvida é só deixar nos comentários que a gente te responde. Curta nossa página, pode mandar perguntas por lá também.


Aprender espanhol é algo necessário e deve ser algo prazeroso. Se você concorda com isso você precisa ler esses posts, eles vão te ajudar a aprender espanhol mais rápido e de forma muito leve.

Aprender espanhol 10 vezes mais rápido

A historia da língua espanhola

Música em espanhol

Verbos irregulares em espanhol

Espanhol sem fronteiras, venha aprender espanhol com a gente!

Autoras: Acsa e Aurelia

Comentários

comentário

Comentários

comentário